Menu

Sete Lagoas > Notícias > Minas

Arroz e feijão viram produtos de luxo na mesa do brasileiro após alta de 60% em 12 meses

  • Categoria: Minas

Os tradicionais arroz e feijão viraram produtos de luxo na mesa do brasileiro. Levantamento feito pela Fundação Getulio Vargas (FGV) aponta que o arroz subiu 61%, o feijão preto teve alta de 69% e feijão carioca subiu 20% em 12 meses. Principal combinação na mesa dos brasileiros, o arroz é o feijão puxaram a alta média de 23% dos alimentos.

Foto: Pixabay/ Banco de ImagensFoto: Pixabay/ Banco de Imagens

O estudo calculou qual foi o aumento dos dez principais alimentos que compõem o “prato feito” brasileiro (arroz, feijão, carne, ovo, batata frita e salada) em 12 meses, considerando variações até março de 2021 capturadas pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pela FGV.

As carnes também estão cada vez mais salgadas para os brasileiros: as bovinas registraram alta de 27,2% e as de frango subiram 13,9%. A batata subiu 19%, a cebola, 40% e o ovo 10%. Dos itens pesquisados, o tomate foi o único com registro de queda: 24%.

A disparada dos preços dos alimentos subiu bem mais que a inflação total: o IPC geral teve alta de 6,1% nos 12 meses até março. Dólar do dólar e aumento das exportações explicam a disparada dos preços.

Com Itatiaia

Links patrocinados