Menu

Sete Lagoas > Notícias > Esportes

Cruzeiro perde para o Confiança no Mineirão e vê invencibilidade cair na Série B

  • Categoria: Esportes

O Cruzeiro abusou dos erros e perdeu para o Confiança por 2 a 1, nesta sexta-feira, no Mineirão, pela 24ª rodada da Série B. Defensivamente, o goleiro Fábio e o volante Jadsom Silva não se entenderam no lance do primeiro gol sergipano, marcado em cobrança de escanteio de Guilherme Castilho, aos 4min. Já o segundo, em pênalti convertido por Renan Gorne, aos 24min, teve a jogada originada de um cruzamento de Thiago Ennes após drible desconcertante em Patrick Brey. Na etapa final, a Raposa desperdiçou inúmeras oportunidades no ataque e só balançou a rede uma vez, em cabeceio de Raúl Cáceres, aos 8min.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A PressFoto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

O tropeço em Belo Horizonte tirou do Cruzeiro a invencibilidade de nove jogos na Série B (quatro vitórias e cinco empates), além de decretar a primeira derrota sob o comando do técnico Luiz Felipe Scolari. Consequentemente, a distância para o quarto colocado subiu para 12 pontos, pois o Cuiabá venceu o Avaí por 2 a 1, na Arena Pantanal, no Mato Grosso, e passou a contabilizar 40.

Sem engrenar na segunda divisão, a equipe celeste vê o Confiança alcançar o oitavo lugar, com 35 pontos, estaciona em 15º, com 28, e corre o risco de ser ultrapassado pelo Vitória (16º, com 26) no encerramento da rodada. Neste sábado, às 18h30, o rubro-negro baiano dependerá de simples triunfo em cima do CRB, no estádio Barradão, em Salvador.

Na quarta-feira, 2 de dezembro, às 21h30, o Cruzeiro fará clássico contra o vice-líder América (43), no Independência, pela 25ª rodada. Na terça-feira (1), às 19h15, o Confiança receberá o Figueirense, no estádio Batistão, em Aracaju.

O jogo

Com a mesma escalação que venceu a Chapecoense na terça-feira, por 1 a 0, o Cruzeiro tinha a expectativa de melhorar o aproveitamento em casa para ganhar posições na classificação da Série B. Entretanto, o planejamento começou a cair por terra aos 4min, quando Guilherme Castilho cobrou escanteio com curva, Jadsom Silva não conseguiu tirar de cabeça, e a bola morreu no fundo da rede após Fábio ficar sem reação. Gol olímpico no Mineirão: 1 a 0.

Artilheiro celeste na Série B, com quatro gols, Airton poderia ter mudado a história da partida aos 16min. Ele recebeu a bola livre de marcação na ponta direita e, ao invadir a grande área, teve duas opções: finalizar ou dar assistência para um dos colegas que acompanhavam o lance. Mas em vez de servir a Rafael Sobis ou William Pottker, o camisa 77 preferiu ser fominha e chutou rasteiro ao lado da trave direita.

A chance desperdiçada por Airton fez falta, pois o Confiança não demorou muito a aumentar o placar. Aos 22min, Thiago Ennes deu um baile em cima de Patrick Brey na linha lateral, foi à linha de fundo e fez o cruzamento. Dentro da área, Ítalo chutou de primeira, e a bola explodiu no braço de Raúl Cáceres. Pênalti. Renan Gorne cobrou no canto direito, Fábio caiu no esquerdo: 2 a 0.

A desvantagem no marcador levou o Cruzeiro a intensificar a supremacia na posse de bola. O problema é que os meio-campistas foram engolidos pela boa marcação do Confiança, que tinha até quatro atletas pressionando a transição da equipe. Em várias oportunidades, os zagueiros Ramon e Manoel viraram “armadores” em razão do “sumiço” de Jadsom Silva, Adriano e Régis.

Mesmo com a falta de criatividade, a Raposa levou perigo ao adversário em mais duas ocasiões. Aos 37min, Rafael Sobis cobrou falta rasteira no canto esquerdo e obrigou Rafael Santos a se esticar para espalmar. Aos 45min, Cáceres fez ultrapassagem na linha de fundo, cruzou, e William Pottker cabeceou tirando tinta da trave.

No intervalo, Felipão fez tripla mexida no Cruzeiro: saíram Patrick Brey, Adriano e Régis, entraram Matheus Pereira, Filipe Machado e Marcelo Moreno. Aos 8min do segundo tempo, as esperanças dos torcedores celestes se renovaram com o cruzamento na medida de Pottker para Raúl Cáceres, que testou no contrapé de Rafael Santos e fez 2 a 1.

A partir dali, o duelo ficou aberto. Fábio salvou o Cruzeiro em duas finalizações do Confiança: aos 16min, caiu no canto esquerdo e espalmou o arremate de Renan Gorne; aos 18min, voou no ângulo direito e evitou o gol de falta de Guilherme Castilho. Do outro lado, Rafael Santos, camisa 1 do time sergipano, brilhou ao buscar no alto a falta de Filipe Machado, aos 31min, e o cabeceio de Arthur Caíke, aos 40min.

Os dez minutos finais foram de intensa pressão do Cruzeiro, que, apesar da desorganização e do posicionamento bagunçado, teve boas oportunidades na base do abafa. Entre os inúmeros “chuveirinhos” na área, Pottker cabeceou ao lado direito e não conseguiu o gol que garantiria ao menos um ponto à equipe de Scolari.

CRUZEIRO 1X2 CONFIANÇA

CRUZEIRO
Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramon e Patrick Brey (Matheus Pereira, no intervalo); Adriano (Filipe Machado, no intervalo) e Jadsom Silva; Airton (Arthur Caíke, aos 14min do 2ºT), Régis (Marcelo Moreno, no intervalo) e William Pottker; Rafael Sobis (Thiago, aos 22min do 2ºT)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CONFIANÇA
Rafael Santos; Thiago Ennes (Jefferson, aos 21min do 2ºT), Nirley, Matheus Mancini e Silva (Everton, aos 21min do 2ºT); Madison (Serginho, aos 13min do 2ºT), Guilherme Castilho e Rafael Vila (Alisson, aos 38min do 2ºT); Reis, Ítalo e Renan Gorne (Ari Moura, aos 38min do 2ºT)
Técnico: Daniel Paulista

Gols: Raúl Cáceres, aos 8min do 2ºT (Cruzeiro); Guilherme Castilho, aos 4min, Renan Gorne, aos 24min do 1ºT (Confiança)

Cartões amarelos: Adriano, aos 7min, Rafael Sobis, aos 13min, Manoel, aos 23min do 1ºT; Filipe Machado, aos 23min, Marcelo Moreno, aos 46min do 2ºT (Cruzeiro); Thiago Ennes, aos 13min, Silva, aos 48min do 1ºT; Madison, aos 9min, Matheus Mancini, aos 34min do 2ºT (Confiança)

Motivo: 24ª rodada da Série B

Estádio: Mineirão

Data: sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)

Assistentes: Bárbara Roberta da Costa Loiola e Luís Diego Nascimento Lopes (PA)

Da Reddação com SE

Links patrocinados