Menu

Atlético começa vencendo e leva empate do Grêmio no fim e não reduzirá diferença para o São Paulo

Quem se acostumou a ver um Atlético ofensivo, com mais posse de bola e criando um sem número de chances claras se surpreendeu na noite desta quarta-feira. Após abrir o placar, o time alvinegro pouco sofreu defensivamente contra o forte Grêmio. Mas, num raro vacilo, levou um gol no fim e ficou no empate por 1 a 1, na Arena, em Porto Alegre, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Foto: Lucas Uebel/GrêmioFoto: Lucas Uebel/Grêmio

Em grande fase, o meia Hyoran abriu o placar para os visitantes ao cobrar pênalti com precisão, no primeiro tempo. Na etapa complementar, os donos da casa buscaram o empate aos 39 minutos, em bola finalização de Everton.

Com o empate, o Atlético chegou aos 54 pontos em 30 partidas e não conseguirá diminuir a desvantagem em relação à liderança, independentemente do resultado do jogo entre São Paulo (primeiro colocado) e Internacional (segundo). As equipes se enfrentam ainda nesta quarta-feira, no Morumbi. Já o Grêmio, em sexto lugar, tem 51 pontos.

Atlético e Grêmio voltam a campo pela 32ª rodada neste fim de semana. No sábado, os mineiros visitam o Vasco em São Januário, em jogo marcado para 21h. No domingo, a partir das 16h, os gaúchos terão o clássico contra o Internacional, no Beira-Rio.

Hyoran, sempre ele

Em média, apenas Flamengo (473) e São Paulo (452) acertam mais passes por jogo que Atlético (442) e Grêmio (414) no Campeonato Brasileiro. Os primeiros minutos na Arena, porém, frustraram as expectativas. Com erros sucessivos e fortes marcações, as equipes não conseguiam construir boas oportunidades.

Sem o suspenso Jair, o técnico Jorge Sampaoli escalou, em teoria, três zagueiros. O que se viu, porém, foi Junior Alonso deslocado para a lateral esquerda e Guilherme Arana avançado para o meio. E a estratégia, que a princípio poderia causar estranhamento, deu certo.

Num raro contragolpe, brilharam os jogadores mais técnicos do Atlético. Keno iniciou a jogada e passou para Eduardo Vargas. O chileno tocou de calcanhar para Guilherme Arana, que, como um autêntico meia, invadiu a área. Na hora de finalizar, foi derrubado por Thaciano: pênalti.

Na cobrança, Hyoran - sempre ele - mostrou poder de decisão mais uma vez e abriu o placar na única finalização certa do time no primeiro tempo, aos 31 minutos: 1 a 0. Foi o quinto gol do meia nas últimas seis partidas das quais ele participou.

Daí em diante, o cenário da partida se modificou. O equilíbrio deu espaço a um Grêmio mais ofensivo e um Atlético à espera de contra-ataques. Com mais posse de bola, o time gaúcho ocupou o campo adversário, mas não conseguiu levar perigo ao gol defendido por Everson, que voltou aos vestiários sem ter feito nenhuma defesa na etapa inicial.

Vacilo e empate

Na volta para o segundo tempo, o Grêmio continuou com a postura ofensiva dos minutos finais da etapa inicial, mas seguia com problemas na busca por espaços para finalizar, mesmo com a mudança defensiva adversária: Réver deu lugar a Gabriel após se queixar de indisposição física. Já os visitantes, ao contrário do que ocorria antes do intervalo, tinham maior precisão nos contra-ataques e levavam perigo ao gol defendido por Vanderlei.

Era um Atlético bem diferente do usual. Conhecido por manter a bola e atacar o tempo todo, o time de Jorge Sampaoli se fechou e viu o Grêmio se aproximar de 60% de posse. E a estratégia funcionava, já que os donos da casa continuavam com grandes dificuldades de avançar.

Mas num dos raros vacilos da marcação alvinegra, o Grêmio foi fatal. Já aos 39 minutos, o atacante Everton, que entrou na vaga do lateral-esquerdo Victor Ferraz, finalizou nas proximidades da área: 1 a 1. Daí em diante, os donos da casa ficaram mais perto da vitória - especialmente com os bons avanços de Ferreira pela esquerda -, mas o placar não se alterou.

GRÊMIO 1 X 1 ATLÉTICO

Grêmio
Vanderlei; Victor Ferraz (Everton, aos 35’ do 2ºT), Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Maicon, aos 13’ do 2ºT) e Thaciano (Pinares, aos 13’ do 2ºT); Alisson (Ferreira, aos 28’ do 2ºT), Jean Pyerre e Pepê (Luiz Fernando, aos 28’ do 2ºT); Diego Souza
Técnico: Renato Portaluppi

Atlético
Everson; Guga, Igor Rabello, Réver (Gabriel, no intervalo) e Junior Alonso; Allan, Hyoran (Dylan, aos 32’ do 2ºT) e Guilherme Arana; Savarino (Alan Franco, aos 20’ do 2ºT), Keno (Marrony, aos 40’ do 2ºT) e Vargas (Eduardo Sasha, aos 31’ do 2ºT)
Técnico: Jorge Sampaoli

Motivo: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data e horário: quarta-feira, 20 de janeiro de 2021, às 19h15 (de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Gols: Everton, aos 39’ do 2ºT (GRE); Hyoran, aos 31’ do 1ºT (ATL)
Cartões amarelos: Alisson, aos 17’ do 1ºT (GRE); Allan, aos 13’ do 1ºT (ATL)

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Da Redação SE





Publicidade

Links patrocinados

 
O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!