Menu

Greve dos bancários continua sem previsão de término

Na manhã desta sexta-feira (14) , os sindicatos dos bancários e representantes dos bancos voltaram a se reunir em São Paulo, com o propósito de chegarem a um acordo que Imagem internetImagem internetcolocasse fim à greve do setor que está completando hoje 19 dias. Mais de 9 mil agências estão fechadas em todo o país.

O Comando Nacional dos Bancários (CNB) voltou a rejeitar na última quinta-feira (13) a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) que previa um reajuste salarial de 8,4%. O setor não aceitou a negociação. O desejo é que o reajuste chegue a 12,8% (aumento real de 5% mais inflação do período). São reivindicados ainda a valorização do piso, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas, combate ao assédio moral, segurança contra assaltos e sequestros, igualdade de oportunidades, melhoria do atendimento dos clientes e inclusão bancária sem precarização, dentre outros itens.

Em Sete Lagoas, todas as agências bancárias aderiram à paralisação.

 

Da redação, com informações do Estado de Minas


Publicidade

Comentários   

lucas teixeira de souza
0 #1 lucas teixeira de souza 25-09-2012 01:50
e a segundo greve no ano de 8,4 de reajuste as duas vai dar 16,8 minimo eu que trabalho no ramo de trasporte fosse fazer duas greve AL ano iria prejudicar muinda gente que vende seu produtos, eu que preciso do banco saio prejudicado com essa greve que e total mente desnessesaria, pois prejudica a todos nao so amin mais todos que depende do serviços do banco.(total mente vergonhoso)
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Últimas Notícias - Cidade

Joyeix -  Entrou 31/10