Menu

Sete Lagoas > Notícias > Política

Primeiro debate ao governo de Minas reúne quatro candidatos; Zema não comparece e é criticado

Quatro candidatos ao governo de Minas Gerais participaram na noite deste domingo (7) do primeiro debate da disputa estadual realizado pela TV Bandeirantes. Estiveram presentes nos estúdios da emissora os candidatos Alexandre Kalil (PSD), Carlos Viana (PL), Lorene Figueiredo (PSOL) e Marcus Pestana (PSDB).

Foto: Reprodução/InternetFoto: Reprodução/Internet

O governador Romeu Zema (Novo) e candidato a reeleição não compareceu, alegando indisposição. Segundo última pesquisa do instituto Datafolha, ele tem 48% das intenções de voto.

O debate foi dividido em cinco blocos:

Primeiro bloco: os candidatos fizeram perguntas a outros candidatos.
Segundo bloco: os candidatos fizeram perguntas a outros candidatos.
Terceiro bloco: os candidatos responderam a perguntas de jornalistas do Grupo Bandeirantes.
Quarto bloco: os candidatos fizeram perguntas a outros candidatos.
Quinto bloco: considerações finais.

No primeiro bloco, os candidatos responderam a perguntas sobre temas como segurança pública, saúde, meio ambiente e fome. No segundo, no terceiro e quarto blocos, trataram de assuntos como estradas, feminicídio, recuperação fiscal, privatização e metrô.

Considerações finais

Ao final, cada um teve oportunidade de fazer as considerações finais.

Marcus Pestana agradeceu pela oportunidade. Ele disse que a administração pública e a política se fazem com coração quente e cabeça fria. Disse que o símbolo de sua campanha será o Miguel, menino que ligou para a Polícia Militar pedindo por comida.

Lorene Figueiredo disse que faz política por mulheres que lutam para colocar comida na mesa. Ela defendeu a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à presidência. Além disso, a candidata disse que seu governo será diverso como os brasileiros.

Alexandre Kalil destacou a inauguração de creches e postos de saúde quando foi prefeito de Belo Horizonte. Mencionou também o apoio do ex-presidente Lula (PT) à sua candidatura e agradeceu ao seu vice André Quintão (PT).

Carlos Viana falou sobre o metrô de Belo Horizonte e da região metropolitana, propôs revisão do acordo da Vale firmado para reparar danos da tragédia de Brumadinho, falou sobre projetos de infraestrutura e agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Com g1

Links patrocinados MGID