Menu

Governo quer criar regras de e-commerce para "fortalecer" Correios

O governo liderado por Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), está planejando submeter um projeto de lei ao Congresso com o intuito de fortalecer a atuação dos Correios no segmento de entregas de e-commerce. A proposta visa revisar a legislação de serviços postais no Brasil, para ajustar regras que atualmente se aplicam exclusivamente à empresa estatal e estabelecer um marco regulatório abrangente para todo o setor.

Foto: Twitter Correios/ReproduçãoFoto: Twitter Correios/Reprodução

Essa iniciativa está sob análise do ministro das Comunicações, Juscelino Filho, que determinou a formação de um grupo de trabalho para avaliar as possíveis mudanças. Segundo ele, o objetivo é garantir que os Correios tenham condições de "competir em pé de igualdade" com as concorrentes que operam no ramo de entregas de compras online.

"É crucial que as regras sejam justas para todas as empresas, especialmente em um mercado em expansão. Os Correios estão operando em desvantagem devido a restrições que limitam sua atuação", afirmou o ministro.

Juscelino também ressaltou a necessidade de regulamentação no setor de entregas de e-commerce para garantir padrões de qualidade, normas claras e um canal de reclamações eficaz. "Os clientes devem saber a quem recorrer em caso de reclamação. Regras transparentes e bem elaboradas são fundamentais para um mercado saudável, tanto para os consumidores quanto para as empresas, sejam elas privadas ou estatais".

O governo avalia que o marco regulatório postal atual está desatualizado em relação à dinâmica do mercado de entregas de produtos. Além disso, a lei nº 6.538, de 1978, se aplica apenas à estatal, deixando os operadores privados sem qualquer regulamentação no setor.

Dentre as regras consideradas obsoletas pelo governo, estão as proibições de transporte de plantas vivas e animais pelos Correios, o que impede a condução de vírus inativos para estudos ou sêmen de animais para reprodução. Atualmente, esses tipos de carga são exclusivamente manejados por operadores privados.

O grupo de trabalho, composto por representantes do Ministério das Comunicações e dos Correios, deve apresentar um relatório com sugestões de alterações na legislação vigente até agosto.

O governo de Lula retirou os Correios da lista de privatizações e anunciou medidas para fortalecer a estatal, como um investimento de R$ 856 milhões por meio do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) para implementação de sistemas automatizados de triagem e centros de serviços postais em todo o país.

da redação

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI



Publicidade

+ Política

Câmara de Sete Lagoas aprova doação de terreno para construção do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Câmara de Sete Lagoas aprova doação de terreno para construção do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecno…

Com 10 votos favoráveis, o Legislativo aprovou a doação de um terreno de 22.788,94m² na Avenida Tonico Reis, em Sete...

Congresso derruba veto de Lula e volta a proibir "saidinha" de presos

Congresso derruba veto de Lula e volta a proibir "saidinha" de presos

O Congresso Nacional derrubou os vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à lei que restringe a saída temporári...

Se não causar poluição visual, distribuição de santinhos em feiras livres é permitida

Se não causar poluição visual, distribuição de santinhos em feiras livres é permitida

Na sessão desta quinta-feira (23), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que a distribuição de santinhos por ca...

Em ano de eleição você precisa saber qual a diferença entre Voto em Branco e Voto Nulo; veja aqui

Em ano de eleição você precisa saber qual a diferença entre Voto em Branco e Voto Nulo; veja aqui

No Brasil, o eleitor é obrigado a comparecer às urnas ou apresentar uma justificativa para sua ausência. Entretanto, ...

Gestores discutem sobre futuro da ‘Escolinha da CEMIG’ de Sete Lagoas

Gestores discutem sobre futuro da ‘Escolinha da CEMIG’ de Sete Lagoas

Qual será o futuro da "Escolinha da CEMIG" em Sete Lagoas? Essa pergunta é feita por políticos, gestores e a populaç...

STF reconhece assédio judicial contra a imprensa e aprova tese para inibir prática

STF reconhece assédio judicial contra a imprensa e aprova tese para inibir prática

Em decisão unânime, a Corte Suprema brasileira considerou ilegal o ajuizamento de múltiplas ações judiciais para in...

Parlamento Jovem é eleito em Sete Lagoas; veja o resultado

Parlamento Jovem é eleito em Sete Lagoas; veja o resultado

Na última segunda-feira, 20 de maio, as 17 escolas participantes do processo de eleição dos novos vereadores do Parla...

Julgamento no STF propõe medidas contra 'assédio judicial' a jornalistas

Julgamento no STF propõe medidas contra 'assédio judicial' a jornalistas

O Supremo Tribunal Federal (STF) está em processo de reconhecer o "assédio judicial" contra jornalistas. Na quinta-fei...

Câmara de Sete Lagoas realiza Semana da Abolição da Escravatura a partir de segunda (13)

Câmara de Sete Lagoas realiza Semana da Abolição da Escravatura a partir de segunda (13)

A Câmara Municipal de Sete Lagoas (CMSL) vai celebrar a Semana da Abolição da Escravatura com atividades começando n...

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que torna obrigatório para companhias aéreas o rastreamento do transporte de pets

Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que torna obrigatório para companhias aéreas o rastreamento do transporte …

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (8) um projeto de lei que determina que as companhias aéreas devem d...