Menu

Obras do contorno da LMG-754 em Cordisburgo foram tema de audiência pública na Assembleia mineira

Ocorreu uma audiência pública, na última quinta-feira, dia 30, com o intuito de discutir os efeitos econômicos e sociais para o município de Cordisburgo em decorrência das obras do novo desvio da Rodovia LMG-754. Realizada no auditório da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, durante a Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas, a sessão foi presidida pelo deputado estadual Lucas Lasmar (REDE).

Imagem IlustrativaImagem Ilustrativa

Participaram também Ana Paula de Souza Magalhães Drummond, Diretora de Gestão Rodoviária da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra), Lucas Gustavo Carvalho da Silva, Secretário de Planejamento de Cordisburgo, Savio Rogerio Beraldo Trombini, Presidente da Câmara de Cordisburgo, Laci Geraldo Vaz da Silva, vereador de Cordisburgo, além dos representantes do comércio local Celio Roberto de Souza Vieira, Samuel Correa Martins e Lawrence Giovanni Trombini Costa.

Durante essa audiência pública, empresários locais e autoridades de Cordisburgo discutiram o projeto, apresentando demandas para aprimorar a obra. Uma das principais solicitações foi a criação de uma alça de acesso para permitir a entrada de veículos procedentes do norte do estado.

O proprietário de uma padaria em Cordisburgo, Samuel Martins, expressou sua preocupação com a remoção desses acessos, especialmente na entrada e saída da cidade, enfatizando o prejuízo significativo para a economia local. Enquanto isso, o vereador Sávio Trombini, presidente da Câmara Municipal, ressaltou que Cordisburgo é uma cidade turística com conexões para diversas localidades. Portanto, defendeu aprimoramentos para receber melhor os visitantes, o que beneficiaria o comércio e toda a população.

Durante o evento, os empresários e as autoridades de Cordisburgo também levantaram questionamentos sobre a falta de transparência da concessionária em relação à divulgação completa do projeto de intervenções.

Lucas Carvalho, secretário municipal de Planejamento de Cordisburgo, registrou que, após a ECO-135 apresentar um esboço do projeto à Prefeitura, em março deste ano, foram feitos vários questionamentos, especialmente em relação ao acesso ao norte de Minas, rumo a Curvelo (Central), e à preservação da Capela de São José (fundada em 1883, apresenta rachaduras devido ao aumento do fluxo de veículos).

Ele também lembrou do problema envolvendo a segurança dos alunos da Escola Mestre Candinho, situada em trecho da rodovia e da segurança dos pedestres que fazem caminhada no acostamento.

Ainda advertiu que a construção dos acessos, apesar de resolver vários problemas, criará outro, que é a obstrução do acesso ao bairro Sagarana. “Um simples ajuste na localização das alças de acesso resolverá o problema. Estamos lutando por essa alteração”, informou.

Sobre as obras do contorno de Cordisburgo, orçadas em R$ 21 milhões, Ana Paula Magalhães, da Seinfra, disse que elas visam à proteção do patrimônio histórico e cultural do município. Segundo ela, o projeto prevê três dispositivos de retorno em nível para acesso ao município, seguindo as normas técnicas, para gerar menor impacto ambiental e social.

Em relação ao Portal Grande Sertão Veredas, que dá acesso à região Norte do Estado, afirmou que há a possibilidade de remanejar a estrutura para a parte externa do entroncamento, “para que todos os usuários que entram e saem do município passem pelo local”. Outro dispositivo dará acesso a Gruta do Maquiné. Nessa área, foi incluída, atendendo a pedidos, a construção de uma passagem elevada de pedestres, com sinalização.

Os pontos referentes à ausência de uma entrada para a cidade e à passagem de pedestres no entroncamento com a MG-421 foram resolvidos, mesmo sem o projeto executivo completamente definido. Alguns ajustes ainda precisam ser feitos pelo governo, sendo que o principal ponto foi revelado pela Prefeitura em um vídeo divulgado na última terça-feira.

Está previsto para o dia 18 de dezembro deste ano a apresentação da versão final do projeto das obras. Ana Paula Magalhães se comprometeu a realizar uma reunião com os presentes assim que estiver de posse do projeto, para compartilhar o documento. O deputado sugeriu que esse encontro aconteça em janeiro, na Cidade Administrativa.

Além disso, Lucas Lasmar anunciou sua intenção de acionar o Ministério Público para exigir da concessionária a entrega completa do projeto da obra para Cordisburgo. Ele convocou os vereadores a notificarem a empresa e a demandarem a entrega do projeto em um prazo de 15 dias.

A LMG-754 ao se conectar com a MG-231 que liga Cordisburgo a Paraopeba também é uma alternativa para condutores que desejam trafegar entre Curvelo e Paraopeba sem passar pela BR-040 e MG-135.

Assista a audiência completa abaixo:

Da Redação com Cordis Notícia

Clique e siga as redes sociais do SeteLagoas.com.br para ficar bem informado: InstagramTwitterThreadsYouTubeTikTok e Facebook

Receba as notícias do SeteLagoas.com.br via Whatsapp AQUI



Publicidade

+ Política

Governo Lula põe sob sigilo lista de servidores que ocuparam 57 quartos de hotel de luxo em Londres

Governo Lula põe sob sigilo lista de servidores que ocuparam 57 quartos de hotel de luxo em Londres

O governo liderado por Luiz Inácio Lula da Silva optou por manter em segredo, pelos próximos cinco anos, a relação dos i...

Defensoria Pública da União (DPU) pede para Musk pagar multa de R$ 1 bilhão

Defensoria Pública da União (DPU) pede para Musk pagar multa de R$ 1 bilhão

A Defensoria Pública da União (DPU) solicitou à Justiça Federal da 1ª Região (TRF-1) nesta sexta-feira, 19, que Elon Mus...

STF começa hoje a decidir sobre suspensão do WhatsApp em meio à polêmica com X

STF começa hoje a decidir sobre suspensão do WhatsApp em meio à polêmica com X

O assunto aborda a possibilidade de interrupção de aplicativos de mensagens, como o WhatsApp, por não cumprimento de ord...

PT tem receio de que Lira coloque em pauta o impeachment de Lula 

PT tem receio de que Lira coloque em pauta o impeachment de Lula 

Depois de um aumento na tensão, membros do PT mencionam duas razões para temer que Arthur Lira coloque em pauta o impeac...

STF derruba mandado de segurança que mantinha Juninho como prefeito de Inhaúma

STF derruba mandado de segurança que mantinha Juninho como prefeito de Inhaúma

Em decisão monocrática proferida nessa quarta-feira (17) pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto ...

Ministério Público arquiva denúncias contra o vereador Caio Valace

Ministério Público arquiva denúncias contra o vereador Caio Valace

Na última terça-feira (16), o presidente da Câmara de Sete Lagoas Caio Valace (PDT) fez pronunciamento onde dizia que, f...

Parlamento Jovem de Sete Lagoas visita a Assembleia Legislativa estadual

Parlamento Jovem de Sete Lagoas visita a Assembleia Legislativa estadual

O Parlamento Jovem (PJ), programa da Câmara Municipal de Sete Lagoas que propõe a iniciação política na vida de estudant...

Jornais de esquerda concordam que "Censura promovida por Moraes tem que acabar"

Jornais de esquerda concordam que "Censura promovida por Moraes tem que acabar"

Os jornais tradicionais paulistas Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo publicaram editoriais neste final de semana cri...

Ministro da CGU renegocia acordos de leniência com Odebrecht enquanto seu escritório faz defesa da empreiteira

Ministro da CGU renegocia acordos de leniência com Odebrecht enquanto seu escritório faz defesa da empreiteira

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinícius Marques de Carvalho, está renegociando acordos de leniência c...

 5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

5 a 2: Moro é absolvido das acusações de abuso de poder econômico pelo TRE-PR e evita a cassação

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) absolveu, nesta terça-feira (9), o senador Sergio Moro (União Brasil) d...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos