Menu

Petrobras nomeia gerente demitido em meio a suspeitas de corrupção como interino para driblar compliance

A Petrobras designou Luís Fernando Nery como gerente executivo de Comunicação interino. Nery havia ocupado a mesma posição de forma permanente de 2015 a 2016, sendo responsável pela gestão do grande orçamento de publicidade da empresa estatal. No entanto, ele foi demitido em 2019 devido a suspeitas de corrupção. Naquela época, um processo administrativo interno revelou desvios de verbas destinadas à propaganda e a eventos.

A nomeação como gerente executivo interino ocorreu em 1º de outubro, de acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo. O uso do termo "interino" na nomeação permite à administração da Petrobras contornar as normas de conformidade da empresa, que foram aprimoradas após o escândalo do Petrolão e exigiriam uma avaliação pelo Comitê de Conformidade.

Luís Fernando Nery já chefiou a Gerência de Comunicação da Petrobras, mas foi demitido após escândalo com gastos no carnaval da Bahia, em 2016.Luís Fernando Nery já chefiou a Gerência de Comunicação da Petrobras, mas foi demitido após escândalo com gastos no carnaval da Bahia, em 2016.

Nery havia sido indicado em abril pelo presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, para assumir a Gerência Executiva de Comunicação como titular. No entanto, naquela ocasião, o Comitê de Conformidade da estatal bloqueou seu retorno devido às irregularidades do passado.

Luiz Fernando Nery possui vínculos com Wilson Santarosa, que liderou a Gerência de Comunicação da Petrobras de 2003 a 2015, durante os dois primeiros mandatos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o primeiro mandato de Dilma Rousseff (PT). Ele é uma figura de confiança do PT e mantém boas relações com a FUP (Federação Única dos Petroleiros).

O executivo também possui proximidade com Prates. Após a recusa do Comitê de Conformidade, o presidente da estatal o nomeou como seu assessor especial na presidência. Isso representou a primeira manobra de contorno às regras de conformidade da própria empresa, uma vez que, para esse cargo, também não era necessária a avaliação do comitê.

Nery foi demitido no passado devido a acusações de irregularidades no uso de recursos da Petrobras. Isso incluiu gastos de mais de R$ 1 milhão com camarotes no carnaval da Bahia para políticos ligados a Dilma, bem como o patrocínio do trio elétrico de um parente do chefe de gabinete do ex-presidente da empresa, Sérgio Gabrielli. Ele chegou a um acordo com a Petrobras antes da conclusão das investigações em 2019, o que levou à sua demissão.

Além disso, Nery já havia sido envolvido em outro escândalo relacionado ao carnaval em 2012, quando era responsável pelos patrocínios a escolas de samba do Rio de Janeiro. Nesse ano, sua esposa, Patrícia Nery, foi nomeada rainha de bateria da Portela, apesar de não ter vínculos com a comunidade da escola.

Paralelamente, está em andamento uma mudança no estatuto social da Petrobras para facilitar as nomeações de políticos e membros da administração pública para cargos de alto escalão na estatal. Essa proposta já recebeu aprovação do Conselho de Administração e será submetida aos acionistas em uma assembleia marcada para 30 de novembro. A medida visa eliminar as restrições à nomeação de administradores estabelecidas na Lei das Estatais, que foram consideradas inconstitucionais por uma decisão monocrática do ministro aposentado do STF, Ricardo Lewandowski. Isso permitiria nomeações de administradores do alto escalão da companhia oriundos da administração pública.

Essas mudanças geraram preocupações no mercado, que teme que as alterações nos requisitos para nomeações possam resultar em maior escrutínio sobre a governança da empresa, levando-a a se distanciar da transparência nos processos. Quando a Petrobras anunciou essa proposta em 23 de outubro, a empresa perdeu R$ 32 bilhões em valor de mercado, e as ações da estatal caíram mais de 6% na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).

da redação com informações de O Globo



Publicidade

+ Política

Haddad defende imposto global e pede por ação conjunta no G20 para combater desigualdade e mudança climática

Haddad defende imposto global e pede por ação conjunta no G20 para combater desigualdade e mudança climática

Haddad concluiu seu discurso durante a 1ª Reunião de Ministros de Finanças e Presidentes de Bancos Centrais da Trilha de...

STF adia julgamento se aposentados podem pedir recálculo do benefício

STF adia julgamento se aposentados podem pedir recálculo do benefício

O Supremo Tribunal Federal (STF) adiou a retomada do julgamento sobre a revisão da vida toda das aposentadorias do...

Eleições municipais 2024: Entenda o cálculo que define os eleitos para vereador

Eleições municipais 2024: Entenda o cálculo que define os eleitos para vereador

Nas próximas eleições municipais, em outubro de 2024, eleitoras e eleitores, de todo o Brasil, terão a oportunidade de e...

Lula torrou R$ 70 milhões com viagens ao exterior: hospedagem nos EUA custou R$ 7,5 mi

Lula torrou R$ 70 milhões com viagens ao exterior: hospedagem nos EUA custou R$ 7,5 mi

Em 2023, as viagens internacionais do presidente Lula custaram pelo menos R$ 70 milhões. Apenas a hospedagem em No...

‘Feto não sente dor’, ‘insegurança’: o que diz a nota do governo Lula sobre o aborto

‘Feto não sente dor’, ‘insegurança’: o que diz a nota do governo Lula sobre o aborto

Na tarde de quinta-feira, 29, uma nota do Ministério da Saúde (MS) do governo Lula, que propunha a a...

PF indicia Carla Zambelli e hacker por invasão do site do CNJ

PF indicia Carla Zambelli e hacker por invasão do site do CNJ

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) e o hacker Walter Delgatti Neto foram indiciados pela Polícia Federal (P...

Governo Lula: Emissões de carbono decorrentes de queimadas são as maiores em 20 anos

Governo Lula: Emissões de carbono decorrentes de queimadas são as maiores em 20 anos

O Copernicus, observatório europeu de clima e atmosfera, relatou que as emissões de carbono resultantes dos incênd...

Governo vai enviar ao Congresso proposta para extinguir saque-aniversário do FGTS, diz ministro do Trabalho

Governo vai enviar ao Congresso proposta para extinguir saque-aniversário do FGTS, diz ministro do Trabalho

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, anunciou que a pasta encaminhará ao Congresso Nacional um...

Polícia Federal cumpre mandados de prisão em operação pelo 8 de janeiro

Polícia Federal cumpre mandados de prisão em operação pelo 8 de janeiro

Nesta quinta-feira, 29, a Polícia Federal está executando três mandados de prisão, sete de monitoramento eletrônic...

Candidato que usar IA para atacar adversário em eleições será cassado, diz TSE

Candidato que usar IA para atacar adversário em eleições será cassado, diz TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, reforçou nessa quarta-feira (28) as reg...

O SeteLagoas.com.br utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência!
Termos