Menu

Jovem esfaqueado durante briga com vizinho por causa de barulho de martelo morre em BH

Júlio César Lorens Júnior morreu na noite desta quinta-feira (19), no Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. Ele foi esfaqueado durante uma briga com um vizinho no bairro Santo Antônio, região nobre da cidade.

A confusão aconteceu dentro de um apartamento no bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul de BH — Foto: Google street viewA confusão aconteceu dentro de um apartamento no bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul de BH — Foto: Google street view

Segundo informações preliminares da Polícia Militar, Júlio de 28 anos, morador do apartamento do andar de baixo, se incomodou com o barulho que o novo morador, de 67, do andar de cima, estava fazendo na hora da montagem dos móveis, durante a mudança.


Ele subiu até o apartamento, tocou a campainha e, assim que foi atendido, jogou spray de pimenta no rosto do idoso. Este conseguiu pegar uma faca na cozinha e golpeou o outro homem na região do tórax.

Segundo a Polícia Civil, o homem de 67 anos foi preso em flagrante por homicídio tentado e encaminhado ao sistema prisional.

A polícia disse ainda que a 1ª Delegacia de Polícia Civil vai investigar "o evento inicial, a causa e circunstâncias da discussão entre os envolvidos na ocorrência", inclusive para apurar a versão do spray de pimenta.

E disse ainda que "deslocou a perícia ao local dos fatos para identificar e coletar vestígios. A faca do crime foi recolhida e será submetida a exames".

Júlio é filho do desembargador Júlio César Lorens. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) divulgou nota de pesar nesta noite.

"Em nome do Poder Judiciário, o presidente Gilson Lemes expressa solidariedade e condolências pela irreparável perda a familiares e amigos. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento", disse a nota.

 Com g1



Publicidade

Links patrocinados MGID