Menu

Homem acusado de pedofilia por vizinhos é morto a pedradas e tiro em Betim

Um homem de 52 anos foi morto a tiros e a pedradas, na noite desta segunda-feira (20), no bairro São Caetano, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Local onde homem foi agredido por sete vizinhos, em Betim. Imagem do Google Street View, capturada em outubro de 2015 — Foto: Google Street View / ReproduçãoLocal onde homem foi agredido por sete vizinhos, em Betim. Imagem do Google Street View, capturada em outubro de 2015 — Foto: Google Street View / Reprodução

Segundo relato à polícia de uma mulher de 49 anos, amiga da vítima, o homem havia recebido uma ligação de pessoas ligadas a uma vizinha dele, que o teria acusado de pedofilia, na região onde moram. Ele negava as acusações.

A amiga da vítima disse que chegou a pedir para que o homem não fosse até o encontro, mas ele se negou e pediu para que ela o acompanhasse.

De acordo com a PM, a testemunha informou que, quando chegaram ao local do encontro, por volta das 18h30 desta segunda, havia cinco homens e duas mulheres esperando por eles.

A vítima foi abordada e agredida pelos homens. Durante as agressões, as duas mulheres gritavam: "Tem que matar, pedófilo tem que morrer".

A amiga da vítima chegou a acionar o Samu, mas, durante a ligação, um dos homens atirou na cabeça de Thalles, que morreu na hora.

Os suspeitos fugiram e a Polícia Militar foi acionada. Até as 12h desta terça-feira (21), ninguém havia sido preso.

Ninguém foi preso

A Polícia Civil disse que o corpo do homem foi encaminhado ao Posto Médico Legal para se submeter a exames e que instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias e autoria do crime.

Até o momento, não houve prisão e a investigação segue em andamento na Delegacia Especializada em Investigação de Homicídios de Betim.

Com G1





Publicidade

Links patrocinados