Menu

Marido suspeito de agredir mulher após ela se negar a fritar torresmo para ele é preso em flagrante

Um homem de 41 anos foi preso em flagrante suspeito de agredir sua mulher, de 42, depois que ela se recusou a fritar torresmo para ele.

Torresmo foi justificativa usada para agressão doméstica (imagem ilustrativa) — Foto: ReproduçãoTorresmo foi justificativa usada para agressão doméstica (imagem ilustrativa) — Foto: Reprodução

O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (27), na cidade de Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo informações do boletim de ocorrência, por volta das 20h da noite anterior, ao chegar da academia, a mulher encontrou o marido ingerindo bebida alcoólica em casa. Segundo relato da vítima à polícia, o homem estava "bastante alcoolizado" e, assim que viu a mulher, pediu para que ela fritasse torresmo.

Com a negativa da mulher, o suspeito teria ficado "muito nervoso" e chegou a falar para a vítima que "seu negócio era apenas academia de ginástica". No quarto do filho de 5 anos, que estava dormindo, o homem começou agressões verbais e, em um momento, tentou tomar o celular da vítima, apertando sua mão e pescoço.

Ainda segundo relato da mulher, ela conseguiu empurrar o homem e ele pegou uma faca na cozinha e jogou o objeto em direção à vítima e ao filho. A faca acertou a porta do banheiro. Depois disso, ele falou que iria matar a mulher, o filho deles e o enteado que estava dormindo.

A vítima se trancou com os filhos em um quarto e acionou a Polícia Militar. Os militares chegaram e viram o homem com a faca nas mãos. Ele foi algemado.

A mulher teve ferimentos nas mãos, mas não precisou de atendimento médico. Todos os envolvidos foram para a Delegacia de Plantão de Betim.

De acordo com a Polícia Civil, depois de ser ouvido, o homem teve sua prisão em flagrante ratificada. O suspeito pagou a fiança de R$ 3 mil e seria liberado ainda na tarde desta terça-feira (27).

Ele poderá responder pelo crime de ameaça e lesão corporal no âmbito doméstico e familiar. A Investigação segue em andamento.

Com G1

 





Publicidade

Links patrocinados