Menu

Sete Lagoas > Notícias > Minas

Idoso morre na porta do INSS enquanto aguardava perícia e enteado desabafa: 'Médicos não fizeram nada'

  • Categoria: Minas

Um idoso passou mal e morreu enquanto aguardava atendimento no INSS, em Governador Valadares, na manhã desta sexta-feira (24). Segundo a família, era a terceira vez que o vigilante José Tomás da Silva, de 61 anos, ia à agência tentar conseguir um auxílio-doença.

Esposa e enfermeira se abraçam após idoso morrer na porta do INSS em Governador Valadares — Foto: Lorena Cabral/Inter TV dos ValesEsposa e enfermeira se abraçam após idoso morrer na porta do INSS em Governador Valadares — Foto: Lorena Cabral/Inter TV dos Vales

“Ele teve um AVC em março, aí veio tentando afastar até aposentar. A própria situação que aconteceu hoje prova que ele não tinha condições nenhuma de trabalhar. Nenhuma das três tentativas foi alcançada, alcançou foi a morte dele”, desabafa o enteado, Alexandro Pereira Viana.

Segundo ele, José estava com uma perícia agendada para 8h40 e saiu de casa cedo, por volta de 7h, acompanhado da enfermeira que cuidava dele. Quando já estava na porta da agência, ele começou a sentir fraqueza e passar mal, mas nenhum funcionário do INSS apareceu para prestar socorro.

“Antes de ele falecer, nós pedimos ajuda, que lá dentro tem médico, e os médicos não vieram atender e ele morreu aqui na porta do INSS. Isso durou uns 10 minutos, poderiam ter atendido, feito alguma coisa. O vigilante trouxe um sal e colocou na boca dele, mais nada, os médicos não fizeram nada. Agora a médica tá ali, vai resolver o quê?”.

O Samu chegou a ser acionado, mas José Tomás já estava sem vida quando os socorristas chegaram. O corpo foi recolhido por uma funerária por volta de 9h.

O g1 entrou em contato com o INSS para comentar o caso, mas até o momento não teve retorno.

Com g1

Links patrocinados MGID