Logo

Após fim do congelamento do ICMS o presidente do Sinditanque diz: 'Situação está insustentável'; pode haver paralização

Presidente do Sindicato dos Transportadores de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG), Irani Gomes afirma, em nota à imprensa, que o fim congelamento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide nos combustíveis – que volta em fevereiro –, junto aos aumentos nos preços dos derivados do petróleo nas últimas semanas, tornam a situação da categoria ainda mais “complicada”. “Agora está insustentável”, diz Irani no texto, divulgado nesta segunda-feira (17).

Foto: Reprodução Internet/IlustrativaFoto: Reprodução Internet/Ilustrativa

"Há anos, enfrentamos dificuldades para manter nossa atividade. Com a adoção da atual política de reajuste de preços pela Petrobras, em outubro de 2016, a situação se complicou ainda mais e agora está insustentável. A categoria está indignada e sem condições para trabalhar. Pedimos encarecidamente aos governos federal e estadual que adotem medidas emergenciais para mudar esse quadro. Caso contrário, não teremos alternativa, vamos suspender as atividades", argumenta.

da Redação com OTempo



Publicidade

© Copyright 2008 - 2022 SeteLagoas.com.br - Powered by Golbe Networks