Menu

Novo serviço: 'Uber moto' já é ofertado em BH, mas prefeitura diz que é irregular

Apesar de proibido em Belo Horizonte, a modalidade "Uber Moto" está ativa e já pode ser solicitada por usuários na capital mineira. A opção de viagem de motocicleta, com um custo menor que o carro, foi liberada nessa sexta-feira (22) em algumas cidades de Minas Gerais. Em BH, a prática de moto táxi não poderia ser implementada por ser considerada irregular, mas a reportagem da Itatiaia verificou, na tarde deste sábado (23), que já é possível solicitar o serviço.

Foto: Reprodução internetFoto: Reprodução internet

De acordo com a Uber, a modalidade que já era adotada nas cidades de Montes Claros e Uberlândia, foi implementada também em Uberaba, Ribeirão das Neves, Betim e Belo Horizonte, nessa sexta-feira (22). A primeira cidade com o Uber Moto foi Aracajú (SE), em novembro do ano passado. “Temos visto que esse é um tipo de uso perfeito para a moto, pois muitas vezes é perto demais para uma viagem de carro e fica cansativo para ir caminhando", afirma Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber.

Conforme a empresa, para o motociclista se cadastrar na nova modalidade é necessário ter CNH com a observação de atividade remunerada (EAR). Já os entregadores parceiros que usam motocicleta e já estão cadastrados no Uber Eats podem optar por também fazer viagens de Uber Moto.

A circulação de moto táxi, porém, é proibida na capital mineira. Segundo a prefeitura, o serviço não é regulamentado, portanto não é permitido em Belo Horizonte. Com isso, a modalidade de Uber Moto se torna irregular.

Está funcionando

Na tarde deste sábado (23), a reportagem da Itatiaia, por diversas vezes, conseguiu solicitar a viagem por motocicleta. Ao entrar no aplicativo, junto as opções de viagem de carro, o usuário encontra a oferta de "Moto" e "Flash moto" dentro da categoria "Econômico". Os valores das viagens de moto estavam 40% mais baratas que as de Uber convencional. Ao solicitar, devido ao baixo número de motociclistas na região, o tempo de espera para achar uma moto disponível durou, em média, 3 a 5 minutos.

Questionada sobre a nova modalidade da Uber, a PBH afirmou que “com o intuito de coibir o transporte irregular, a BHTRANS faz ações em conjunto com a Polícia Militar e Guarda Municipal para monitoramento, e multas são aplicada pela PMMG e GM, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro".

A Itatiaia tentou contato com a Uber questionando a oferta do serviço considerado irregular em Belo Horizonte, mas até a publicação dessa reportagem não obteve resposta.

Protocolos na pandemia

Em tempos de pandemia da covid-19, outra polêmica a respeito do transporte de moto é em relação à propagação do vírus, sobretudo através do compartilhamento de capacetes. A empresa, no entanto, afirma que definiu protocolos de prevenção ao vírus.

As recomendações incluem limpeza de mãos e superfícies da moto com álcool em gel, que os usuários levem seus próprios capacetes, ou que capacetes extras sejam higienizados com produtos específicos e usados com toucas higiênicas. O Uber também afirma que as viagens contarão com recursos de segurança oferecidos pela plataforma, entre eles seguro acidentes pessoais tanto para usuários quanto para os motoristas.

Da Redação com Itatiaia




Publicidade

Links patrocinados MGID