Menu

Pai e mãe que andaram 200 km para abandonar filha recém-nascida em MG são indiciados

Um casal, que mora em Montes Claros, no Norte de Minas, se apresentou à Polícia Civil para confessar que abandonou a filha recém-nascida em Salinas, também no Norte do Estado, cidade a cerca de 200 quilômetros de distância uma das outras. Após comprovação do crime, o casal foi indiciado. A denúncia foi divulgada pela instituição nessa segunda-feira (20).

Foto: OTempoFoto: OTempo

De acordo com a Polícia Civil, a menina foi encontrada em 27 de janeiro, enrolada em uma manta, em uma calçada próximo ao comércio da cidade, por um casal. Depois da repercussão do caso, os pais da criança se apresentaram à instituição e confessaram o crime.

Segundo a Polícia Civil, o casal agiu premeditadamente, uma vez que nenhum exame de pré-natal foi realizado durante a gestação da menina. Além disso, os pais abandonaram a bebê em um local sem câmeras de segurança.

Delegado à frente do caso, José Eduardo dos Santos afirma que o casal agiu com “dolo específico de homicídio”, uma vez que a menina poderia ter sido deixada em um local onde pudesse ter sido achada rapidamente. “A criança poderia não sobreviver devido ao frio extremo que fazia na noite dos fatos, e, ainda, poderia sofrer com ataque de animais e picadas de insetos venenosos, entre outros”, comenta.

Justificativa

Os pais afirmaram que cometeram o crime devido a “problemas de ordem psicológica da mãe da criança.” Entretanto, nenhum relatório que comprovasse a doença específica foi apresentado na delegacia.

Da Redação com OTempo





Publicidade

Links patrocinados