Menu

VÍDEO: Clientes reagem após segurança tentar impedir meninos negros de lancharem em shopping de BH

O Via Shopping Barreiro, localizado na região de mesmo nome em Belo Horizonte, voltou a ser palco de uma abordagem racista. Um segurança do empreendimento tentou impedir que dois garotos negros lanchassem na praça de alimentação, mesmo depois de pagarem pela comida. Eles foram defendidos por outros clientes. As imagens registradas ontem (26) provocam indignação e repúdio na web.

Foto: Reprodução InstagramFoto: Reprodução Instagram

No vídeo, gravado por uma cliente, é possível ver que os jovens, um deles aparentemente mais novo, estão diante de um segurança. O profissional argumenta algo inaudível com os dois. Na sequência, um rapaz se aproxima e leva o menor de volta à mesa, enquanto outros clientes passam a repreender a atitude do segurança. “Pode comer a vontade, como não pode comer? Ele pagou. Pode sentar lá menino, eu tô filmando aqui”, diz uma mulher. “Ninguém aceita mais esse tipo de tratamento não, rapaz. Pode deixar os meninos comerem”, afirma em outro trecho.

O desfecho da gravação mostra que outros clientes se incomodam com a situação e também tentam impedir que o segurança expulse os garotos. Os meninos, por sua vez, voltam à mesa para continuar a comer enquanto o segurança deixa o local.

Segundo a testemunha que gravou o vídeo, o segurança ameaçou chamar o juizado de menores caso os meninos não fossem comer o lanche fora do shopping. Eles estavam no centro de compras vestidos de forma simples e com salgadinhos e balas que vendem nas ruas para juntar dinheiro. Veja o vídeo:

Por meio de nota (veja na íntegra ao fim do texto), o Via Shopping Barreiro diz que repudia “todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços” e que qualquer atitude diferente disso será “veementemente combatida”. Apesar disso, não citou a conduta do segurança.

Outro caso

Na terça-feira (24), o Via Shopping Barreiro também foi palco de uma ocorrência envolvendo racismo. Um cliente xingou um trabalhador de uma rede de fast-food de “macaco” e de “viado” e tentou fugir do local. Ele foi preso em flagrante enquanto embarcava em um táxi (relembre aqui).

Nota Via Shopping na íntegra

“O ViaShopping Barreiro vem por meio desta repudiar todo e qualquer tipo de discriminação sofrida em seus espaços. Episódios pautados em segregação não representam os valores que sustentam o estabelecimento há quase duas décadas. Temos como premissa o acolhimento de todos; somos um ambiente plural, diverso e que propicia experiências positivas e, qualquer atitude que não corrobore com isso, será veementemente combatida.

Lutaremos para que todas as pessoas usufruam do ViaShopping Barreiro com dignidade e respeito.

Belo Horizonte, 27 de novembro de 2020
ViaShopping Barreiro
Grupo LGN”.

Da Redação com BHAZ





Publicidade

Links patrocinados