Menu

Cruzeiro perde clássico para o Vasco no Maracanã e interrompe série de vitórias na Série B; Raposa permanece líder isolado

O Cruzeiro perdeu sua primeira partida após nove vitórias consecutivas na temporada. Neste domingo (12), a Raposa foi derrotada por 1 a 0 pelo Vasco, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, mesmo com boa atuação. O único gol do jogo foi marcado por Getúlio, ainda no primeiro tempo do clássico nacional.

Foto: Reprodução Internet/Staff CruzeiroFoto: Reprodução Internet/Staff Cruzeiro

Com o resultado, o Cruzeiro permaneceu com 28 pontos de 36 possíveis na Série B. Na liderança, o time celeste viu a diferença para o Bahia, 2º colocado, cair para três pontos. O Vasco é o 3º, com 24.

A distância para o Grêmio, primeiro clube fora do G4, ainda é de 11 pontos. Os gaúchos, no entanto, entrarão em campo contra o Sport, nesta segunda-feira (13), às 20h, na Arena, em Pernambuco, e podem diminuir a diferença.

A derrota interrompeu a sequência de nove vitórias consecutivas do Cruzeiro na Segunda Divisão. Nas últimas rodadas, os mineiros derrotaram (Londrina, Chapecoense, Grêmio, Náutico, Sampaio Corrêa, Criciúma, Operário e CRB). Durante esse período, há também um triunfo sobre o Remo, pela Copa do Brasil.

Na próxima rodada, a Raposa voltará ao Mineirão, em Belo Horizonte, para enfrentar a Ponte Preta. A partida marcada para quinta-feira (16), às 16h, promete outro grande show da torcida celeste nas arquibancadas do Gigante da Pampulha - mais de 50 mil torcedores já compraram ingresso.

Primeiro tempo

O Cruzeiro encontrou dificuldades para trocar passes e propor jogo contra o Vasco no início da etapa inicial. A primeira grande chance mineira foi aos 12 minutos, com Edu. O centroavante cabeceou perto do gol em bola levantada na área após cobrança de falta de Matheus Bidu.

Nessa altura, o time carioca já havia chegado com perigo em duas oportunidades, todas em jogadas aéreas. Além da marcação pressão, o Cruz-maltino apostava nos contra-ataques para aproximar da meta celeste.

Foi assim que os mandantes abriram o placar no Maracanã, aos 25 minutos. O zagueiro Zé Ivaldo arrancou com a bola da defesa até perto da área adversária, mas foi desarmado e cedeu contra-ataque ao Vasco. Nenê cruzou na medida para Getúlio, que mergulhou para cabecear para o fundo das redes: 1 a 0.

No entanto, a Raposa não se abateu com o gol sofrido. No lance seguinte, Bidu quase marcou de falta, mas parou no goleiro Thiago Rodrigues. No rebote, Edu chutou por cima do gol, porém já era marcado impedimento na jogada.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou para o segundo tempo tentando insistir no campo ofensivo, mas não conseguiu ameaçar tanto o goleiro vascaíno. A melhor chance da Raposa foi aos 17 minutos, com Bidu. Em boa escapada pelo lado direito, Geovane Jesus cruzou, a bola atravessou toda a área e encontrou o lateral, que finalizou em cima do zagueiro adversário.

Principal opção de escape do Cruzeiro pelas beiradas, Jajá deixou o campo com dores no joelho esquerdo. Aos 17', o atacante recebeu dura entrada de Matheus Barbosa, que foi advertido. Minutos depois, o jogador celeste tentou forçar uma bola longa, reclamou de mais dores e foi substituído.

Aos 35', Bidu teve boa oportunidade em bola alçada na área, mas não conseguiu superar Thiago Rodrigues. Em sua primeira investida no segundo tempo, o Vasco tentou marcar com Danilo Boza, mas Rafael Cabral fez ótima defesa.

Apesar da insistência, o Cruzeiro não conseguiu empatar a partida. Os jogadores deixaram o gramado sob aplausos da torcida celeste presente no Maracanã.

VASCO 1 X 0 CRUZEIRO

Vasco

Thiago Rodrigues; Edimar, Anderson Conceição, Quintero (Danilo Boza) e Gabriel Dias (Weverton); Yuri, Matheus Barbosa (Juninho) e Nenê (Palacios); Gabriel Pec, Figueiredo e Getúlio (Raniel).
Técnico: Emílio Faro (interino).

Cruzeiro

Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Geovane Jesus (Rafael Santos); Matheus Bidu, Willian Oliveira, Neto Moura e Leonardo Pais (Filipe Machado); Fernando Canesin (Rafael Silva), Jajá (Daniel Júnior) e Edu.
Técnico: Paulo Pezzolano.

Gol: Getúlio, aos 25min do 1ºT (Vasco)
Cartões amarelos: Matheus Barbosa (Vasco); Geovane Jesus e Neto Moura (Cruzeiro)

Público pagante: 58.659 pessoas
Público presente: 63.609 pessoas
Renda: R$ 2.284.230,50

Motivo: 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: Domingo, 12 de junho de 2022, às 16h

Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (RS)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves (RN)

Da Redação com Superesportes



Publicidade

Links patrocinados MGID