Menu

Atlético cede empate ao Santos em casa e pode terminar a rodada fora do G4 do Brasileiro

Em um jogo muito movimentado, o Atlético empatou com o Santos por 1 a 1, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Mesmo com um jogador a mais desde o início do segundo tempo, o time alvinegro não conseguiu aproveitar a vantagem numérica e quase levou a virada no fim do jogo.

Foto: Reprodução Internet/PremiereFoto: Reprodução Internet/Premiere

Com o empate, o Alvinegro permaneceu na quarta posição, com 17 pontos e pode ficar fora do G4, dependendo de alguns resultados ao final da rodada. A distância para o líder Corinthians é de quatro pontos. Já o Santos está na 10ª posição, com 14.

O próximo compromisso do clube mineiro será contra o Ceará, na quarta-feira (15), às 19h, na Arena Castelão, em Fortaleza, no Ceará, pela 12ª rodada da Série A. Já o Peixe visita o Juventude, na terça-feira (14), às 21h30, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Primeiro tempo

O Atlético mudou seu comportamento em campo após a goleada sofrida para o Fluminense (5 a 3), no Maracanã, na última quarta-feira (8), pela 10ª rodada do Brasileirão. Para dar mais intensidade à equipe, o técnico Turco Mohamed promoveu cinco mudanças no time. E as alterações logo surtiram efeito.

Intenso desde o primeiro minuto de jogo, o Galo não demorou muito para abrir o placar no Gigante da Pampulha. Aos 5 minutos, o atacante Savinho, de 18 anos, aproveitou belo cruzamento de Keno e estufou a rede santista: 1 a 0.

No entanto, o Santos não se abalou com o tento sofrido e tentou reagir. Aos 14', o zagueiro Eduardo Bauermann subiu mais que a defesa e testou firme em direção ao gol atleticano, mas acertou o travessão.

No fim da etapa inicial, o Atlético diminuiu seu ritmo e passou a sofrer mais pressão da equipe paulista. Nos acréscimos, Everson fez um milagre. Bryan Angulo finalizou de primeira, colocado e firme, mas o goleiro evitou o que seria o empate.

Segundo tempo

O Atlético voltou desatento para o segundo tempo. Logo aos 3', Rodrigo Fernández roubou a bola no meio, avançou em velocidade e lançou Rwan em profundidade. O atacante santista finalizou fraco, facilitando a defesa do goleiro atleticano.

Em outra investida santista, os paulistas até marcaram, mas a jogada não valeu. Rwan dominou pela esquerda, limpou para o meio e finalizou cruzado, acertando a trave. A bola voltou nas costas de Everson, e Zanocelo completou para o gol, mas foi marcado impedimento.

Aos 11', Lucas Pires recebeu cartão vermelho por falta em Savinho, que entrava livre na área adversária em condições de marcar. Na cobrança, Hulk acertou uma bomba na trave.

Mesmo com um jogador a menos em campo, o Santos buscou o empate. Aos 38', Jair cometeu pênalti em Bauermann. Na cobrança, Rwan chutou forte no canto direito e deixou tudo igual no Mineirão: 1 a 1.

O Santos quase virou a partida nos minutos finais. Ângelo puxou contra-ataque pela direita, limpou para o meio e inverteu a bola para Bruno Oliveira, que dominou e finalizou cruzado. Everson se esticou e evitou a virada com a ponta dos dedos.

Com o empate, a equipe mineira deixou o gramado do Mineirão sob vaias da torcida.

ATLÉTICO 1 X 1 SANTOS

Atlético
Everson; Guilherme Arana, Júnior Alonso, Réver e Guga; Allan, Jair (Sasha) e Nacho Fernández; Keno, Savinho (Ademir) e Hulk.

Técnico: Antônio Mohamed.

Santos
João Paulo; Madson (Auro), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Camacho), Sandry e Vinícius Zanocelo (Ângelo); Rwan Seco, Angulo (Felipe Jonathan) e Lucas Braga (Bruno Oliveira).
Técnico: Fábian Bustos.

Gols: Sávio, aos 5 min do 1ºT (Atlético); Rwan, aos 38 min do 2ºT (Santos)
Cartões amarelos: Guilherme Arana, Jair, Allan e Everson (Atlético); Ângelo e João Paulo (Santos)
Cartão vermelho: Lucas Pires (Santos)

Público: 26.299 pessoas
Renda: R$ 893,581,72

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 11 de junho de 2022 (sábado), às 19h

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Renan Aguiar da Costa (CE)
VAR: Rafael Traci (SC)

Da Redação com Superesportes



Publicidade

Links patrocinados MGID