VÍDEO: alunos de escola de Sete Lagoas produzem 'respiradores' em intervenção artística

Alunos da Escola Estadual Bernardo Valadares, no bairro Nova Cidade desenvolveram um projeto de 'respiradores', uma intervenção artística e ecológica para conscientização da natureza vista num futuro distópico.

Foto: Francesco D'Ávila / divulgaçãoFoto: Francesco D'Ávila / divulgação

O professor Francesco D'Ávila desenvolveu com os alunos durante os meses de março a maio deste ano. Cada aluno foi responsável pela criação de seu 'respirador': "Todos os materiais são reunidos pelos alunos. Nisso fizemos debates e a produção deles, e apresentamos para toda a escola", comenta.

Os "respiradores" são feitos de garrafas PET de 5 litros e de 500ml. Na garrafa maior é colocado uma planta, e a menor é acoplada com água. Além disso, são utilizados mangueiras e máscaras, além de outros equipamentos.

Francesco, que também é artista, desenvolve o projeto desde o ano de 2018, mas é a primeira vez que faz como professor efetivo de uma escola. Natural do Rio Grande do Sul, ele comenta que futuramente outras escolas podem receber este projeto.

O projeto

Respiradores é um trabalho distópico, que imagina o futuro de uma forma pessimista, como se toda a atmosfera está contaminada e apenas formas artificiais de respiração são necessárias para a permanência da vida. "Nesse sentido, os estudantes são convocados a debater o tema, participar da montagem desses mecanismos, e levar esse debate, através da arte, para toda a comunidade escolar", aponta o professor

Filipe Felizardo



Publicidade