Homem desaparece a caminho de casa entre Belo Horizonte e Sete Lagoas; familiares buscam notícias

Familiares do autônomo Mateus Felipe da Silva Batista, 24, procuram informações que possam levar até ele. O jovem foi visto pela última vez no dia 17 de janeiro, na rodoviária de Belo Horizonte, quando partia em direção a Sete Lagoas, na região Central do Estado, onde mora atualmente.

Foto: Arquivo pessoalFoto: Arquivo pessoal

De acordo com mãe dele, a dona de casa Alexandrina da Silva Santos, 53, Felipe trabalhava com adesivação em uma gráfica em Sete Lagoas, mas foi dispensado no dia 15 de janeiro.

"Como ele paga aluguel numa pensão de lá, o patrão dele o aconselhou a vir para Belo Horizonte, onde o pai dele mora, para tentar um emprego", diz Alexandrina, que reside na cidade de Cachoeira da Prata.

O jovem, então, veio para a casa do pai, localizada no bairro Primeiro de Maio. Chegando lá, Mateus não avisou que estava desempregado, e, sim, passando por uma dificuldade financeira. Depois disso, o pai do jovem lhe entregou R$ 350 para que pudesse voltar para Sete Lagoas.

No dia 17 de janeiro, Felipe foi com seu irmão mais velho até a rodoviária de Belo Horizonte, onde pegou um carro em direção à cidade. "Ele ficou de me ligar quando chegasse lá, mas, desde então, não tive mais notícias", informou a mãe.

O irmão de Mateus chegou a ir até a rodoviária, e o motorista que levou Mateus confirmou que ele desceu em Sete Lagoas.

"Rodei em vários hospitais de Sete Lagoas e fui até o IML, mas não o encontrei", disse Alexandrina. Ela falou que, no último domingo (28). Mateus ficou disponível em suas redes sociais, mas não respondeu às mensagens. A dona de casa desconfia que outra pessoa possa estar usando as redes do filho.

A mulher fez registro do desaparecimento de Mateus junto à polícia, mas ainda não obteve respostas do que possa ter acontecido. Caso tenha alguma informação, ligue no 197, da Polícia Civil, ou no telefone de Alexandrina (31) 9552-5034.

Com O Tempo





Publicidade