Menu

Marcelo Negrão visita Sete Lagoas na próxima segunda

Em comemoração aos 50 anos da agência Sete Lagoas o atleta Marcelo Negrão, um dos Embaixadores do Esporte do Banco do Brasil, fará visita à Agência, no próximo dia 18 de maio, e cumprirá agenda de visitas em escolas e entidades locais. Na oportunidade, a Agência Sete Lagoas iniciará campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis para as vítimas das enchentes que atingiram o Norte e Nordeste do país. A visita do campeão olímpico faz parte do Projeto Embaixadores do Esporte do Banco do Brasil,  Às 10h30, Marcelo Negrão visitará à escola CNEC – Colégio Márcio Paulino, localizada à rua Otoni Alves Costa, 134, no bairro Jardim Arizona. Às 13h30,  o atleta visitará a ala de Pediatria da Irmandade de Nossa Senhora das Graças, na rua Teófilo Otoni, 224, no centro e, em seguida, às 14h30 encontra-se com alunos do ensino fundamental na Escola Municipal Jovelino Lanza, na rua Rui Barbosa, 59, bairro Santa Luzia.

 

O PROJETO EMBAIXADORES DO ESPORTE


O Projeto Embaixadores existe desde 2003, quando o Banco criou um Plano de Ações Sociais para os Projetos VôleiBrasil e TênisBrasil, com o objetivo de contribuir com os programas de inclusão social do Governo Federal e do Banco do Brasil. Foram contratados ex-atletas (Paulão, Carlão e Pampa) medalhistas olímpicos, que passaram a participar de ações institucionais, como visitas e sessões de autógrafos, cessão de imagem para campanhas e ações promocionais alusivas ao Fome Zero e ao Programa de Ações Sociais do
BB, participação nas áreas VIP do BB montadas nos eventos de praia e indoor; participação em eventos exclusivos, visitas a hospitais e instituições parceiras.

Hoje, o Projeto Embaixadores do Esporte é uma importante ferramenta nas ações de marketing de relacionamento e institucional, realizadas junto a clientes e parceiros do BB. Os atuais Embaixadores são os ex-atletas olímpicos Carlão, Paulão, Maurício, Marcelo Negrão e Adriana Behar.

Os Embaixadores atuam em ações como visitas de relacionamento do Banco, coletivas de imprensa, sessão de fotos e autógrafos, palestras motivacionais, jogos exibição. Em 2008, realizaram visitas nos municípios
de Contagem, Governador Valadares e Ipatinga.


O ATLETA

Marcelo Teles Negrão, nasceu em São Paulo (SP), em 1972. Começou a jogar voleibol aos 14 anos no Colégio Boa Viagem, no Recife (PE), em 1986. Na equipe pernambucana foi campeão brasileiro juvenil em 1987. Neste mesmo ano, transferiu-se para o Banespa. Em 1988, foi campeão brasileiro e sul-americano infanto-juvenil. Em 1989, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial Juvenil, na Grécia. No início de 1990, aos 17 anos, assegurou o ouro com a seleção brasileira no Campeonato Mundial Infanto-Juvenil, nos Emirados Árabes, onde também foi eleito o melhor jogador do mundo infanto-juvenil. Neste mesmo ano, foi convocado para a seleção brasileira adulta e foi bronze na I Liga Mundial. Em 1991, foi
medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos, em Cuba. Em 1992, foi responsável pelo último ponto (de saque) da vitória do Brasil sobre a Holanda na final dos Jogos Olímpicos de Barcelona. Em 1993, conquistou a
medalha de ouro na Liga Mundial, título que ganhou novamente em 2001. Em 2003, transferiu-se para o vôlei italiano, e em 2004 foi para o Japão. Em 2005, retornou para a Itália, mas voltou para o Brasil no segundo semestre decidido a trocar as quadras pelas areias. Sua estréia no vôlei de praia aconteceu em agosto de 2006, na etapa Challenger de São Luís (MA) do Circuito Banco do Brasil. É casado com Íris e é pai de dois meninos.

Principais Conquistas:

Na Praia: vice-campeão da etapa Challenger de Palmas (TO) do Circuito Banco do Brasil 2007. Na quadra: Campeão olímpico nos Jogos de Barcelona1992; bicampeão da Liga Mundial 1993/2001; eleito o melhor jogador do mundo pela FIVB em 1993; vice-campeão pan-americano 1991/99; tricampeão sul-americano
1991/93/95; medalha de ouro no Campeonato Mundial Infanto-Juvenil em 1989 e eleito o melhor jogador do mundo; campeão da Copa Européia de clubes pelo Sisley, em 1994; campeão Italiano pelo Sisley, em 1994; campeão da Superliga pelo Olympikus em 1996, pelo Banespa em 1997 e pela Ulbra em 2003.
 
 
Da redação

Publicidade

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Últimas Notícias - Cidade

Joyeix -  Entrou 31/10