Menu

Sete Lagoas perde o colunista Jorge Maciel

  • Categoria: Cidades
Sete Lagoas perdeu nesta quarta-feira, 4, uma dos personagens mais marcantes do seu meio social. Morreu aos 77 anos de idade Jorge Wilson Maciel de Oliveira. O corpo está sendo velado na Capela de São Vicente de Paula, no bairro Canaãn, e o sepultamento será às 12 horas.

Jorge Maciel era advogado e se aposentou como funcionário público estadual, mas foi na imprensa setelagoana e promovendo eventos sociais que se tornou um ícone. Ele iniciou suas atividades na imprensa escrita escrevendo sobre esportes para o semanário “Mensagem”, em 1959. Em 1964 participou da fundação, como diretor, de “O Jornal do Centro de Minas” onde também foi cronista social. Colaborou como “Repórter em Sociedade” nos jornais “A Notícia”, “A Gazeta”, e “Boca do Povo”.

Depois de uma parada Jorge Maciel voltou ao colunismo social a convite dos diretores do Jornal Sete Dias, Chico Maia e Júlio Assis. Durante 16 anos ele assinou uma das principais colunas do semanário. Figura ilustre na cidade Jorge não se considerava apenas um colunista social, que divulga festas, eventos e fotos por pura badalação. “Acho que a coluna social deve informar o cidadão e por isso sempre mantenho contato com todos que estão ao meu redor e gosto de noticiiar o que de mais relevante acontece na cidade”, declarou em novembro de 2006.

Na mesma entrevista fez questão de brincar falando sobre sua inseparável caderneta de anotações. “Tenho uma caderneta famosa, onde anoto tudo que chega ao meu conhecimento, para não me esquecer de nenhum detalhe”. “Me considero amigos de todos. Se me convidam, eu faço questão de comparecer, sempre que possível”, completou.

Sobre o seu sentimento em relação ao seu papel social em Sete Lagoas definia: “A motivação maior é que sou um apaixonado por Sete Lagoas, a qual considero a minha cidade de coração, que escolhi para viver, trabalhar e criar minha família. Meu objetivo é aprender mais a cada dia e levar a informação à população, todas as semanas. Isso sim é meu maior incentivo e motivação”. Sua última coluna no Sete Dias foi publicada em fevereiro de 2007. Esta foi sua última atividade na imprensa setelagoana.

Jorge Maciel também foi organizador de festas e concursos. Em Sete Lagoas, foi o responsável, durante 20 anos, pelo Miss Minas Gerais. Promoveu, entre outros eventos, os concursos “Elegantes de Minas Gerais”, “Super Brotos de Minas Gerais”, “Personalidades do Ano” e vários bailes de debutantes no Iporanga.

Pelo seu relevante trabalho foi homenageado diversas vezes com diplomas e troféus concedidos por jornais e empresas de dezenas de cidades. Jorge Maciel deixa a esposa Clara Kfouri e os filhos Leonardo e Tiago.

Renato Alexandre



Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Joyeix -  Entrou 31/10